O QUE FAZER EM BUENOS AIRES: 10 DICAS PARA A SUA PRIMEIRA VIAGEM À CAPITAL ARGENTINA

A capital argentina é, muitas vezes, a primeira viagem dos brasileiros ao exterior. A boa quantidade de voos e a frequência com que as companhias aéreas oferecem promoções são um incentivo a mais para que a cidade entre na lista de desejos de muitos viajantes. Buenos Aires se renova a cada dia e quem se apaixona pelo lugar faz questão de voltar outras vezes, fazer novos passeios e conhecer novos lugares.
Grande centro urbano que é, Buenos Aires sofre das mazelas de uma cidade grande, mas também oferece tudo que se espera de uma metrópole. Além da arquitetura charmosa, a cidade tem diversos pontos turísticos, parques, variedade de restaurantes, opções de entretenimento noturno e muitas lojas. 
Confira algumas dicas de Buenos Aires:

Pontos Turísticos:

Buenos Aires tem uma infinidade de pontos de interesse e alguns são muito tradicionais entre turistas, principalmente para quem está em sua primeira viagem.
1 – Casa Rosada – A sede da presidência da Argentina é um dos símbolos do país e passou a ter seu exterior pintado de rosa por volta de 1870. Há várias explicações para a cor, desde que representaria a união de dois partidos políticos até quanto ao uso de sangue bovino misturado à tinta naquela época. O edifício que hoje é sede do governo começou a tomar a forma a partir da junção da Casa de Governo com o edifício de Correios e Telégrafos. Conhecer a fachada e tirar uma foto ali é figurinha carimbada no roteiro dos brasileiros, mas é possível também fazer uma visita guiada (gratuita) ao interior do edifício aos sábados, domingos e feriados. Também há o Museu do Bicentenário na parte de trás do prédio.
2 – Plaza de Mayo – A Praça de Maio é o coração político de Buenos Aires. O local é palco frequente de manifestações populares, entre elas a manifestação das Mães da Plaza de Mayo que ocorre às quintas-feiras, e está cercado por belos edifícios como a Casa Rosada, o Cabildo, a Catedral e a sede do Banco de La Nación Argentina. Arborizada e com vários bancos, essa praça costuma ser um local de descanso dos portenhos que trabalham ou vivem na região. De frente a ela sai a Avenida de Mayo, que leva à bela praça do Congresso
3 –  Av. 9 de Julho, Av. Corrientes o Obelisco – O Obelisco é um monumento histórico de Buenos Aires criado para comemorar os 400 anos de fundação da cidade. Ele está localizado no cruzamentos entre as avenidas Corrientes e 9 de Julho, ambas muito movimentadas. A Av. 9 de Julho já foi, inclusive, considerada a avenida mais larga do mundo. A Corrientes é considerada a Broadway portenha devido aos inúmeros teatros – é possível fazer fotos com as estátuas de alguns artistas argentinos na calçada.
4 – Caminito – As janelas e paredes coloridas fazem parte do cenário no Caminito, uma rua-museu a céu aberto extremamente turística, que abriga restaurantes, lojas de lembranças e ateliês. O assédio é chato, mas quando se fala em turismo em Buenos Aires, esse é um dos locais mais tradicionais a ser conhecer. O nome se deve a um tango, cujas letras estão gravadas em algumas paredes do lugar. A variedade de lembranças de viagem a alfajores no lugar é enorme, entretanto, negociar o preço é a melhor tática.
5 – Teatro Colón – O Teatró Colón é motivo de orgulho dos portenhos e impressiona pela riqueza de detalhes em seu interior. Pela acústica apurada, ele é considerado um dos melhores teatros de ópera do mundo e quem visita a cidade pode aproveitar a viagem para assistir a um espetáculo. Caso não consiga assistir a uma apresentação, faça a visita guiada, que mostra a arquitetura e decoração interna do edifício.
6 – Museu de Arte Latino-americana – MALBA é a versão encurtada do nome do museu, que abre suas portas para exibir quadros de artistas como Tarsila do Amaral e Frida Kahlo. O local é interessante pois reúne obras de artistas de diversos países e possui algumas obras interativas, deixando o passeio mais leve.
7 – Museu Nacional de Belas Artes – O foco do museu é contar a história da Argentina e alguns dos períodos mais importantes de sua história através de obras de artistas locais. O lugar tem quadros muito bonitos e além das obras nacionais há obras de artistas como Monet, Pissarro e El Greco. Fazer a visita guiada é indicado para conhecer com mais propriedade e história das obras.
8 – Puerto Madero, área portuária revitalizada e que hoje tem excelente restaurantes, é um ótimo passeio em Buenos Aires, principalmente para conhecer esse lado moderno da cidade. Passeando por lá, aproveite para visitar a Puente de la Mujer e a Fragata Sarmiento, que atualmente funciona como museu.
9 – La Bombonera – O adorado estádio do Boca Juniors é um dos pontos que os fãs de futebol mais gostam de conhecer. Visitas ao museu e ao estádio possibilitam conhecer mais de perto a história do clube, suas conquistas e ter até a oportunidade de ver de pertinho o campo e visitar os vestiários. Fica bem perto do Caminito.
10 – Cemitério da Recoleta – Pode parecer estranho, mas é isso mesmo: o cemitério da Recoleta é um dos “pontos turísticos” mais visitados de Buenos Aires. No lugar estão enterradas algumas celebridades argentinas, entre elas o General Alvear e Evita Perón, cujo túmulo sempre está com flores. Na visita guiada gratuita dentro do cemitério (ou com o mapa que é vendido na entrada) é possível conhecer detalhes dos túmulos mais importantes, alguns deles são considerados monumentos históricos nacionais. Complete a visita com a Igreja Nuestra Señora del Pilar e o ótimo Centro Cultural Recoleta, que ficam bem ao lado, assim como o shopping Buenos Aires Design, onde está o Hard Rock Café.

O que fazer em Gramado e Canela

Você encontra em Gramado e Canela os mais variados presentes da natureza. São rios, matas de araucárias seculares, animais silvestres, quedas d’águas belíssimas e o mais simples e ainda assim essencial: ar puro. Com o advento do turismo, essas cidades se transformaram, cresceram e hoje em dia oferecem uma estrutura turística rica e muito variada. 
São tantas atrações entre Gramado e Canela que, depois de uma viagem ao lugar, só se pensa que foram cidades projetadas para agradar. Seja num passeio ao ar livre ou entre seus museus, o diferencial da região é ter entretenimento para pessoas de todas as idades, especialmente para famílias que vão com seus filhos. São muitas atrações para as crianças que, além de terem contato com a natureza, podem aproveitar o encanto do Natal o ano todo. 
O dia a dia de quem visita essas cidades é na rua. Durante o dia, os turistas se dividem entre as atrações de Gramado e Canela e, ao final da tarde, retornam ao hotel para descansar e jantar em um bom restaurante. Para começar seu passeio pela cidade, recomendamos uma visita ao centro de Gramado, lá estão a Av. Borges de Medeiros — onde fica a Paróquia São Pedro — e a Rua Coberta — onde estão restaurantes simpáticos e onde se toma um bom chocolate quente. O Lago Negro é ideal para fazer um passeio ao ar livre em um dia bonito e rende ótimas fotos, principalmente na época das hortênsias.

Para um passeio divertido, não deixe de ir ao Mini Mundo, um parque ao ar livre onde estão réplicas 24 vezes menores do que as construções originais e que tem várias curiosidades de uma cidade normal. Para realizar passeios diferentes, visite o Le Jardin, um jardim de lavandas ou vá ao Gramado Zoo, um zoológico que tem apenas animais da fauna brasileira. O Snowland, um parque de neve fechado, em pouco tempo ganhou o gosto dos turistas e se tornou uma das maiores atrações da cidade. Nesse parque, você pode aprender a esquiar, patinar no gelo ou apenas curtir um dia "na neve", já que ele tem uma área de temperaturas negativas com neve artificial. 
A Av. das Hortênsias é a via que liga Gramado e Canela e nela estão várias atrações das cidades, como as fábricas de chocolate da Prawer e da Caracol, que têm uma área temática que conta a história do chocolate. Na Av. das Hortênsias está o Dreamland Museu de Cera, o Harley Motor Show, um bar com diversas motos Harley Davidson em sua decoração, o Super Carros, onde você pode alugar carros moderníssimos, e o Hollywood Dream Cars, um museu onde estão expostos carros antigos. 
O Parque Estadual do Caracol é um dos maiores pontos turísticos do Rio Grande do Sul e está localizado em Canela. No parque, fica a Cascata do Caracol, que tem cerca 130 metros e em seu parque vizinho, chamado Parques da Serra, ficam os bondinhos aéreos que têm uma vista linda da queda d'água! Também em Canela, você encontra atrações como o Parque da Ferradura, bom para quem quer um tempo ao ar livre e o Castelinho Caracol, uma antiga residência e hoje museu que serve um bom apfelstrudel. O Alpen Park e o Parque Terra Mágica Florybal são boas atrações para quem está com crianças; no centro de Canela, está a Catedral de Pedra, igreja icônica da cidade que fica toda iluminada durante a noite, uma graça!

O que fazer em Atibaia, SP

Se o dinheiro não anda sobrando nos últimos tempos, mas a vontade de viajar também não vai embora, saiba que dá para curtir um dia agradável com a família sem gastar muito. A cerca de 70 km de São Paulo está Atibaia - você leva quase uma hora de carro, partindo do centro da capital. O destino é opção para quem busca lazer e tranquilidade junto à natureza, até com orçamento apertado.

Para ter uma vista privilegiada de tudo isso, basta pagar R$ 16 (ida e volta) para entrar em um teleférico que leva à parte alta da cidade, em um percurso de 550 metros. Ele funciona de quarta a domingo e crianças menores de sete anos não pagam. Do alto, além de um belo visual panorâmico de Atibaia e do Parque das Águas, dá para visualizar de longe o principal cartão-postal da cidade: a Pedra Grande.



Se um almoço caprichado estiver incluso no orçamento, a dica é seguir até o km 52 da rodovia Fernão Dias, chegando à Fazenda Paraíso. Construída em 1860, guarda lembranças do Brasil colonial, com casa feita de taipa, terreiro de café e lembranças do tempo da escravidão. Tudo cercado de muita natureza, com três tanques de pesca. Para abrir o apetite, um alambique de 1910 fabrica as cachaças D. Pedrito e Maracanã. Aos domingos e feriados o cardápio é composto por comida típica da roça, já aos sábados é dia de feijoada (R$ 60). Tudo feito no fogão à lenha.

­

­